Abrindo conta HSBC Premier morando no Canadá


Antes de nos mudarmos para o Canadá eu não pude abri uma conta HSBC Premier no Brasil porque eu trabalhava como PJ (Pessoa Juridica) e para eles aceitarem a minha renda, eu teria que ser CLT. Decidi que iria tentar depois, morando no Canadá, mas chegando aqui fiquei sabendo que para abrir a conta eu teria fazer um investimento de $100.000 canadenses, então ficou fora de hipótese. Quando fomos ao Brasil em Fevereiro de férias, decidi levar alguns documentos daqui como payslips (Holerite) e contrato de trabalho para tentar abrir esta conta. Quando chegamos na agência, a gerente me pediu o holerite canadense e os documentos brasileiros ( RG, CPF e comprovante de residência - neste caso pude apresentar a conta do meu cartão de crédito brasileiro mas poderia até ser uma conta de luz da casa dos meus pais). Depois de duas semanas a minha conta no HSBC Premier foi aberta.

Para abrir uma conta no Brasil, é necessário comprovar renda de R$7000,00 e para isso eles fizeram o cálculo de quanto seria o meu salário em Reais e eles aceitaram.

Quem tem conta Premier no Brasil, também pode ter uma conta aqui no Canadá sem taxa de manutenção e sem comprovante de renda/investimento. Semana passada abrimos a conta aqui em Calgary e foi mais fácil ainda. Bastou eu levar dois documentos de identidade e o número da conta no Brasil. A conta foi aberta em poucos minutos. Para quem já mora no Canadá e decide abrir a conta aqui não é necessário contactar o International Banking Centre (IBC), basta chegar em qualquer agência com os documentos.

Outra coisa interessante que me informaram e que muita gente se engana, é que a única coisa que é transferida do Histórico de Crédito brasileiro é o limite do Cartão de Crédito e Cheque Especial da conta do HSBC no
Brasil, para que o HSBC daqui possa analisar se você terá direito aos mesmos limites ou não na conta canadense. Tudo vai depender de quanto tempo você tem a conta no Brasil, se você já tem histórico de crédito aqui e quanto tempo está morando no Canadá. O histórico brasileiro de pagamentos, financiamentos, empréstimos, etc, não são transferidos para o Canadá, por isso que não basta apenas ter uma conta Premier para começar a vida no Canadá com um bom histórico de crédito, tem que aguardar pelo menos um ano.

Os principais motivos que tivemos de abrir esta conta, foi de ter juros mais baixo para financiamento de casa (2.35% aa) e a facilidade de transferir dinheiro para o Brasil. Agora vamos ver se isso realmente funciona.

Calgary: Terceira cidade mais próspera do mundo

Esta notícia saiu ontem no Calgary Herald. Na prática, pelo menos pessoalmente, posso confirmar que a notícia é verdadeira. Temos amigos tantos brasileiros quanto canadenses, e a grande maioria está bem empregado, tem sua casa, carro, viaja para fora do país nas férias, etc. Toda semana recebo pelo menos duas oportunidades de emprego na minha área aqui em Calgary, vários projetos que tinham sido cancelados estão voltando e a cidade prevê mais de 90.000 novas vagas de trabalho nos próximos cinco anos.

Agora sobre o futuro a resposta é unânime: fazer a vida em Calgary e se aposentar em qualquer outro lugar que seja quente. Afinal, ninguém quer morar a vida interia em uma cidade que neva quase todos os meses do ano. Para ter uma idéia, este mês começou o segundo inverno (em vez da primavera). As estações de esqui estão me mandando email enchendo a caixa de entrada avisando que estão prorrogando por mais três semanas o fim da temporada de ski porque ainda está nevando muito ! Até parece que não gostei da notícia...rsrsrs.

Ranking:

1. Paris:
2. San Francisco

3. Calgary: Calgary has moved up the Toronto Board of Trade's annual measure of prosperity among world cities, jumping to third place from fifth last year. The report said the "robust economy'' in Calgary helped attract workers, had the fastest growing population of all the cities on the list, the highest income growth and the second highest GDP growth behind Hong Kong. Calgary was also noted for "housing affordability and clean air."

4. Boston
5. London
6. Dallas
7. Seattle
8. Toronto
9. Madrid
10. New York

Matéria completa:

http://www.calgaryherald.com/business/Calgary+ranks+third+global+prosperity+score+card+Toronto+Board+Trade/4517693/story.html

Governo Brasileiro mais que duplica o IOF

Não basta apenas ter a carga tributária e os impostos mais altos do mundo, precisamos tirar mais dinheiro deste povo ! Este parece ser o "lema" do Brasil…mas isso é o que acontece em um país com governo incompetente que só sabe criar e aumentar impostos, ao invés de combater com a corrupção, lavagem de dinheiro, obras super faturadas, etc. O aumento do IOF é mais uma medida desesperada do PT que não sabe mais o que fazer com a inflação em disparada (FGV: 11,5% ao ano) e a valorização do real que está matando os exportadores que contribuem para a economia do país.

Até parece que o PT está preocupado com alguém que compra passagem para Miami, não pagar as compras que fez depois das férias...mais um ponto negativo para o Brasil...Que Vergonha ! ! !

IOF sobre compras no cartão no exterior subirá para 6,38%, dizem fontes
A medida, que deve ser publicada na segunda-feira, tem como um dos focos conter o consumo


25 de março de 2011 | 12h 39

Leia a notícia

Renata Veríssimo, da Agência Estado
BRASÍLIA - O governo vai elevar o Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) sobre as compras no exterior com cartão de crédito de 2,38% para 6,38%, segundo informações de duas fontes do governo ouvidas pela Agência Estado. O decreto com o aumento da alíquota está pronto e deve ser publicado na segunda-feira. A medida tem como um dos focos conter o consumo. Os gastos de brasileiros no exterior cresceram muito no ano passado em função da valorização do real frente ao dólar. A despesa bruta com cartão de crédito em 2010 foi de US$ 10,17 bilhões. Em 2009, tinha sido de US$ 5,59 bilhões, segundo os dados do Banco Central.

Em 2008, para compensar a perda de arrecadação com o fim da CPMF, o governo já tinha elevado em 0,38% todas as operações de crédito. Com isso, o IOF sobre a fatura de cartão de crédito subiu naquela época de 2% para 2,38%.

As fontes do governo informaram também que na segunda-feira ainda será publicada a medida provisória que corrige em 4,5% a tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF). O custo da medida é de R$ 1,6 bilhão para 2011, segundo cálculos da Receita. A correção passa a valer a partir de abril.

Ainda na segunda, o governo deve publicar o decreto que eleva a carga tributária sobre bebidas frias - cerveja, refrigerante e água. Os preços de referência, usados como cálculo na tributação, devem subir de 10% a 15%.


Fonte: http://economia.estadao.com.br/noticias/economia,iof-sobre-compras-no-cartao-no-exterior-subira-para-638-dizem-fontes,60094,0.htm

Leasing ou Financiamento ?


Gostaria de explicar um pouco sobre as opções para compra de carro que temos no Canadá, já que agora eu tenho experiência com as duas opções.

A necessidade de comprar um carro varia muito de cada pessoa, mas isso foi nossa prioridade depois que viemos morar em Calgary. Como a cidade é muito espalhada e o CTRAIN ainda não cobre muitas áreas, fica difícil viver aqui sem um carro, então na primeira semana de Calgary compramos o nosso primeiro carro. Como a cidade é muito gelada no inverno eu aconselho para quem vem do Brasil que tenha um bom carro 4x4, para não ter problema de carro quebrado no meio da rua em um dia com -26c e também para que não fique atolado na neve (até um Ford Fiesta tem opção de 4x4).

Por aqui existem muitas propagandas de revendedoras mostrando as facilidades e os juros baixíssimos, mas isso não quer dizer que você já vai sair com um carro novo parcelado com 0% de juros logo que chega no Canadá. No momento eles estão fazendo 0% em até 72 meses para alguns modelos, dá para acreditar ? só aqui mesmo...para você ter uma idéia, no Brasil o menor juros que se consegue é de 23,4% ao ano e aqui um juros alto para carro seria 6% ao ano. O processo para conseguir um financiamento depende de quanto você vai dar de entrada, do seu histórico de crédito e da montadora, se é japonesa (ex. Nissan, Toyota), coreana (Kia, Hyundai) ou americana (GM, Ford). Segundo o nosso vendedor, as japonesas são as mais difíceis para aprovar um recém chegado e as americanas são as mais fáceis, talvez por causa da economia (?). O valor dos juros também depende dos mesmos fatores, quanto melhor seu histórico de crédito menor os juros.

Com três meses de Canadá tentamos nossa primeira compra com a NISSAN. Não fomos aprovados para financiar porque ainda não tinhamos histórico de crédito mas nos deram a opção do Leasing (para construir um bom histórico leva pelo menos um ano, isso pagando todas as contas em dia). Como gostamos do carro, decidimos fechar o negócio mas eu já tinha em mente que depois de um ano eu trocaria o carro por um financiado. O tempo chegou e fizemos esta troca a poucos dias, assim posso tirar minha conclusão sobre os dois modelos de pagamento.

Leasing: Este processo tem que ser encarado como se fosse um aluguel de carro. O carro é de propriedade da revendedora até o fim do contrato (1 ano a 4 anos). No final do contrato você tem que dar um "balão" para que o carro possa ser seu. Quase ninguém dá este balão porque acaba valendo mais a pena dar de entrada para o financiar um carro 0Km. No final do contrato você pode devolver o carro ou trocar por um novo e continuar pagando o leasing.

Vantagens:
- Parcelas mensais bem menores do que a de um financiamento;
- Mais fácil de ser aprovado e quem chega no Canadá pode ter um bom carro 0Km;
- Manutenção mais em conta. Como o carro não é seu, você acaba fazendo apenas a troca de óleo para o carro não parar de andar;

Desvantagens:
- Por ser um tipo de aluguel, você não ganha nada do que pagou mensalmente pelo carro. Eles devolvem apenas a entrada (down-payment), caso você tenha dado;
- Você só pode rodar com o carro o limite anual estabelecido no momento da compra (ex 24.000Km ou +);

Financiamento: Como no Brasil, aqui eles também financiam o carro diretamente com a montadora. O carro é de sua propriedade e você fica livre para fazer qualquer negociação futura com o carro.

Vantagens:
- Você não perde todo o valor pago no carro;
- Juros mais baixo;
- Não precisa se preocupar com quilometragem;

Desvantagens:
- Parcelas mensais maiores;
- Fazer a manuntenção completa regularmente;

Para concluir, um carro nunca pode ser considerado como um investimento, principalmente na América do Norte, aonde a desvalorização de um ano para o outro é muito grande, mas pelo menos em um financiamento o carro é seu e depois de pago você ainda tem um capital. O Leasing eu recomendo para quem acabou de chegar no Canadá e quer um bom carro 0Km, mas recomendo trocar no máximo um ano depois por um financiado.

Demora nos Novos Processos de Imigração


Pelo jeito o pessoal que está aguardando o pedido dos exames médicos vai ter que esperar mais um pouco...segue a resposta do consulado para o processo de um amigo que aplicou pelo processo federal e está aguardando o pedido dos exames.

Prezado XXXXX,

Em função da mudança do sistema informatizado de emissão de vistos, o tempo médio de processamento dos pedidos de residência permanente aumentou consideravelmente (inclusive a criação dos processo em nosso sistema). Contudo, existe uma expectativa de normalização e redução aos prazos anteriores dentro dos próximos meses.

Sincerely / Atenciosamente,

Visa and Immigration Section

Fim das Férias e Novo Trabalho


Depois de três semanas de férias no Brasil chegamos aqui em Calgary domingo passado. Nossas férias foram maravilhosas. Primeiro fomos para o Sul (Curitiba e Bal. Camboriú). O tempo estava maravilhoso...muito sol durante o dia e uma chuvinha fraca no começo da noite. Aproveitamos muito tempo com a família, amigos, praia, água de coco, piscina...Depois fomos para Fortaleza. Os primeiros dois dias foram de muita chuva o dia inteiro, e quando chove em Fortaleza a cidade vira literalmente um piscinão...graças a Deus os outros dias foram de muito sol e calor.

A sensação que eu tive chegar no Brasil para passar férias foi interessante mas a sensação de não estar morando mais em um país que fica a cada ano mais violento e corrupto não tem explicação.

Morando no Brasil e convivendo todo dia com o jeitinho brasileiro, violência, corrupção, etc, você acaba se acostumando e chega um dia que estas coisas viram"comum" e você nem liga, mas agora, depois de estar morando quase dois anos no Canadá e voltar ao Brasil não tem como você não ficar comparando os dois países e se perguntar como você conseguiu morar tantos anos no meio de um sistema tão corrupto e violento como este. Digo isso porque tivemos decepção com serviços básicos do Brasil...a Amanda fez alguns exames (UNIMED) mas foi uma enrolação tremenda para conseguir fazer e também tivemos que justificar no TRE porque não votamos nas últimas eleições, mas a falta de organização e péssimo atendimento era coisa que só vendo para acreditar.

Por enquanto para nós o Brasil só é bom mesmo para passar as férias na praia e rever a família e amigos...

Mudando de assunto, a novidade é que a Amanda não está mais trabalhando no HSBC. Depois de alguns meses tentando trabalhar em uma empresa de petróleo finalmente ela conseguiu. Ela vai trabalhar na Shell como analista SAP no módulo PM ( módulo que realiza todo gerenciamento de uma planta de petróleo).
God bless you baby !

 
Supernatural Canada © 2013